Menu

Exportações de têxtil e vestuário com record

Tecnologia

Exportações de têxtil e vestuário com record

Exportações de têxtil e vestuário com record

Desde 2002, que o mês de julho não registava valores tão positivos.

O mês de julho foi um dos mais positivos para a indústria têxtil e do vestuário no que respeita às exportações.

Com um crescimento de 3,4% face ao mesmo mês do ano passado, as exportações atingiram os 531,4 milhões de euros, valor esse que não era atingido desde 2002.

Os dados foram tratados pela ATPAssociação Têxtil e Vestuário de Portugal e divulgados pelo INE – Instituto Nacional de Estatística  e mostram também o crescimento dos mercados americano (mais 17 milhões de euros), canadiano (com um aumento de 7 milhões de euros) e indiano (mais 5 milhões de euros).

Em declarações ao jornal Expresso, Paulo Vaz, diretor-geral da ATP, explica estes dados pela conjugação de dois fatores: “Por um lado, os resultados de junho foram maus. Muita coisa não correu bem e até a sucessão de feriados reduziu os dias de trabalho, o que fez arrastar alguns negócios para julho. Mas também não podemos esquecer que o sector tem vindo a crescer há vários anos e, mesmo que o ritmo esteja agora a abrandar, os recordes acontecem, até porque o sétimo mês do ano é tradicionalmente um bom mês. Fecha um ciclo e concentra muita faturação”.

Analisando o crescimento por tipo de  produtos, verifica-se que as exportações de vestuário e acessórios de tecido cresceram 25 milhões de euros, seguindo-se as pastas, feltros e artigos de cordoaria (mais 17 milhões) e os tecidos especiais e tufados (com mais 3,8 milhões de euros).

Apesar dos resultados de julho, em termos acumulados, as exportações do setor somam 3.207 milhões de euros, menos 0,9% do que o mesmo período de 2018.

0 Comments Leave a reply

    Leave a comment

    Your comment(click button to send)

    This is a unique website which will require a more modern browser to work!

    Please upgrade today!